Vitória da desavença

Em jogo contra a equipe do Lyon que marcava a 6ª rodada do campeonato Francês, a vitória do PSG foi mais uma vez ofuscada pelas desavenças entre Neymar e Cavani.

A equipe vencia por 1 x 0 quando Mbappé foi agarrado na área e o árbitro marcou pênalti. Cavani pegou a bola e quando estava se arrumando para a cobrança, Neymar se aproximou pedindo para cobrar a penalidade. Cavani não cedeu e Neymar se retirou inconformado. Na sequência, Cavani perdeu a chance de aumentar a vantagem no placar.

Minutos antes do ocorrido Neymar sofreu uma falta próximo a área, Daniel Alves pegou a bola nos braços ao ver Cavani se aproximando para efetuar a cobrança e a entregou para Neymar. Cavani não gostou da situação e ficou visivelmente chateado.

O fato já havia sido presenciado nas vitórias do time parisiense contra a equipe do Toulose por 6 x 2 quando Neymar sofreu pênalti e Cavani “bateu”; contra o Saint-Étienne, Cavani sofreu penalidade, ignorou aproximação de Neymar e cobrou o pênalti; contra o Celtic pela Liga dos Campeões, ao pedir a bola para cobrar, Neymar ouviu o primeiro NÃO de Cavani.

O técnico do Paris, Unai Emery, questionado em coletiva de imprensa durante a semana sobre o “climão” instaurado na equipe,  afirmou que conversou com ambos e já estava tudo resolvido. Porém, não foi o que a torcida parisiense presenciou em jogo realizado no útlimo domingo (17), no Parque dos Príncipes.

Pelo visto essa novela terá novos capítulos “recheados” de preocupações para a torcida e comissão técnica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *