As palavras proibidas

Na obra “Princípios Matemáticos da Filosofia Natural”, considerada uma das mais influentes na história da ciência, publicada em 1687, o cientista inglês Isaac Newton descreveu a lei da gravitação universal e as três leis que levam o seu nome. Elas fundamentaram a Mecânica Clássica.

Newton demonstrou a consistência que havia entre o sistema por si idealizado e as leis de Kepler do movimento dos planetas, foi o primeiro a demonstrar que os movimentos de objetos, tanto na Terra como em outros corpos celestes, são governados pelo mesmo conjunto de leis naturais. O poder unificador e profético de suas leis era centrado na revolução científica, no avanço do heliocentrismo e na difundida noção de que a investigação racional pode revelar o funcionamento mais intrínseco da natureza.

Agora, associando as Mecânicas Clássica e Quântica, o físico e estudioso da “Física Quântica Aplicada a Fenômenos Sobrenaturais” Rodrigo Cézar Limeira, difunde que as palavras liberadas pela boca, são reflexo da natureza do pensamento do indivíduo. Dessa forma, podem atrair energia positiva ou negativa do universo, contribuindo para o bem-estar ou até para a ocorrência de problemas de saúde na pessoa.

O estudioso lembra que a cada ação existe uma reação igual e em sentido contrário, esse é o enunciado da Terceira Lei de Newton, Princípio da Ação e Reação. Muitos chamam de Lei da Semeadura.

Esse conceito funciona não apenas com a matéria, mas também com a energia. Assim de acordo com o físico, tanto falar quanto pensar, são diferentes formas de liberação de energia para o universo. E dessa maneira podem trazer consequências para a vida de uma pessoa.

Quanto mais energia negativa for liberada ao falar determinadas expressões, ou pensar em coisas ruins, mais energia negativa o indivíduo recebe.

Ou seja, a energia que o sujeito libera, é a mesma que ele recebe, pois, ao ser liberada pelo pensamento ou pela boca, essa energia viaja até os confins do universo, e volta com a mesma natureza para pessoa que a liberou.

Segundo o estudioso, pessoas que pensam de forma mais negativa adoecem mais, que as pessoas que pensam de forma mais positiva.

Isso se deve ao simples fato, da energia negativa ao voltar para a pessoa, entrar em contato com as células do corpo, no processo definido com interação entre matéria e energia (corpo e alma).

Para o físico quântico, existem sete palavras que as pessoas devem evitar pronunciar e até mesmo pensar nelas dentro de casa.

Confira as principais palavras que se deve evitar a todo custo dentro de casa:

1 – ‘Desgraça’ – Condensa escuridão, quebranto e ausência do Divino.

2 – ‘Merda’ – Chama a podridão, a sujidade e adversidades.

3- ‘Filho da p.’ – Evoca ódios e desavenças familiares.

4 – ‘Maldito’ – Lança pragas e corporifica maldições.

5 – ‘Burro/Idiota’ – Devem ser evitadas principalmente com crianças.

6 – ‘Miserável’ – Desenha a falta, indigência, pobreza e penúria.

7- ‘Danado’ – Em sua base significa condenado, sofredor e perambulante.

Note que as palavras não ofendem as outras pessoas, prejudicam quem as pronunciam.

* Rosalvo Reis é professor de Física e jornalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *