Atrizes brasileiras sofreram abuso sexual na Globo

O assédio sexual é uma das práticas mais danosas que a mulher pode sofrer. Muitas representantes do gênero feminino já passaram por situações desse tipo. No mundo dos famosos, por exemplo, cada vez mais relatos sobre esse tipo de situação aparecem. Atrizes como Jane Fonda revelou que foi mais uma das vítimas abusadas pelo produtor Harvey Weinstein, em Hollywood.

Ela ficou muito comovida diante de uma estratégia tão triste, mas ao mesmo tempo corriqueira para conseguir um papel. Em entrevista à CNN, a famosa contou tudo o que aconteceu e disse que agora era a hora dessa atitude parar.

Na TV Globo

Infelizmente, brasileiras famosas já foram alvo de assédio. Deborah Secco, por exemplo, virou uma espécie de símbolo sexual no Brasil e isso fazia com que alguns diretores da TV Globo dessem em cima dela.

Outras famosas também foram convidadas fara o famoso “teste do sofá”, mas acabaram não aceitando. Entre elas, estão nomes como Sophia Abrão, Bruna Marquezine, Camila Pitanga e até mesmo Letícia Sabatella, que diante do caso de José Mayer se mostrou contra o “galã” da TV Globo.

Os “profissionais” com comportamento execrável usam seus grandes ou pequenos poderes para propor sexo em troca de um papel numa novela, por exemplo.

Internautas argumentam que não eram apenas as mulheres vítimas dessa situação. Muitos homens também sofreriam calados. “Divulguem os atores da Globo que foram assediados por diretores gays, única forma de conseguirem bons papéis em programas da emissora. Principalmente em novelas! Ou vão dizer que isso só acontece com as mulheres?”, escreveu um internauta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *