Sueca morta só queria conhecer a Floresta Amazônica

A sueca Carolina Nyberg Steiser, de 29 anos, morta no acidente aéreo com uma aeronave do Greenpeace, tinha um sonho: conhecer a Floresta Amazônica. A sueca estava no avião anfíbio Cessna Caravan 208 que caiu no Rio Negro na região do Arquipelógo de Anavilhanas, interior do Amazonas, na final da manhã de terça-feira (17).

Carolina atuava no relacionamento com influenciadores para apoiar a causa ambiental. Ela veio ao Brasil para verificar como o Greenpeace Brasil trabalha na Amazônia.

Manobra

O comandante de um barco que testemunhou a queda conversou com o piloto da aeronave logo após o ocorrido. Ele disse que a vítima queria “ter a sensação de encostar no rio”. A sueca não conseguiu se livrar do cinto. Outras quatro pessoas saíram lesionadas do acidente, mas sem ferimentos graves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *