Vigia mata 4 crianças e professora queimados

A Polícia Civil de Minas Gerais e a Prefeitura de Janaúba, no Norte do Estado, identificaram um homem de 50 anos como o principal suspeito de provocar o incêndio que matou ao menos quatro crianças com idades entre 4 e 6 anos e uma professora em uma creche da cidade.

Segundo as instituições, o suspeito é o segurança Damião Soares dos Santos, 50, que trabalhava como segurança noturno da unidade, na condição de funcionário efetivo, desde 2008. De acordo com testemunhas, ele teria ateado fogo ao próprio corpo e ido em direção às crianças durante o ataque. A Secretaria Municipal de Saúde e o Hospital Regional de Janaúba informaram que ele está internado em estado

O prefeito de Janaúba, Carlos Isaildon Mendes (PSDB), afirmou que o segurança retornaria de férias hoje à creche, que funciona em período integral. A instituição tinha capacidade para 82 crianças e estava cheia na manhã desta quinta-feira.

“Ele tinha acabado de chegar de férias e entrou na escola dizendo que ia entregar um atestado médico, alegando que não passava bem. Mas estava com um balde, e, em um gesto completamente insuspeito, jogou o que seria álcool, que estava nesse balde, no próprio corpo, e no corpo das crianças”, afirmou.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *